terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Natural

Há uma espuma em minha boca
que se chama vontade;
é água feito a chuva, que do céu desce
para irrigar a cidade.
Procuro, mas me perco;
entretanto, me encontro.
Minha dúvida não é de agora,
ela insiste em saber quando e quanto...
Os meus pés fincam passos,
os quais a Terra força ao contrário.
Tudo que há no meu corpo é químico,
negar seria arbitrário.
Então, aceito a condição humana
com todas as suas características,
em busca de um pouco de alento
não me atenho às violentas estatísticas.
O mundo gira, enquanto o que procuro
é perceber meu caminho.
Para tanto, além de química,
trago algumas frases que ouvi
e outras que escrevi
sozinho.


Fabiano Martins

3 comentários:

  1. Ahh! se pudesse me perder...tenho certeza de que me encontraria! :)

    ResponderExcluir
  2. Marcell,
    Obrigado!

    Sandra,
    Pode ser um caminho também...

    ResponderExcluir